Passarinhos do Tomáz - 1 ano.

Chá de bebê - Pietro.

Fazendinha do Theodoro - 1 ano.

Editorial Festa de Papel

Safari da Marina - 6 anos.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Mini wedding Aninha e Léo

Um casamento cheio de detalhes e amor.

Obrigada pela amizade, carinho e respeito que conquistamos ao longo dos meses para a  preparação do "grande dia".

Sejam muito felizes e contem sempre comigo.

Com amor,

Tathy Abreu.















Ficha técnica:

Decoração: Tathyana Abreu - Decorações Personalizadas 
Foto: Paulo Nunes
Local: Villa Tevere
Cerimonial: Kátia Braz
Vestido: Júlia Penteado

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Mini Wedding - ele veio pra ficar.


 Mini wedding decorado por Tathyana Abreu no Restaurante Villa Tevere - Brasília - DF.


Para muitos decoradores e profissionais da indústria do casamento, o mini wedding era tido como um modismo passageiro.
Longe disso, o mini wedding tem se mostrado cada dia mais forte e presente na realidade do mercado casamenteiro.

E posso elencar rapidamente três motivos porque o mini wedding se faz cada dia mais forte:

Primeiro: as noivas cansaram dos casamentos iguais e pasteurizados. Elas querem ver a identidade do casal cada dia mais presente no "grande dia".

Segundo: o perfil do casal mudou e suas prioridades também. Hoje em dia comprar um apartamento ou fazer uma viagem inesquecível é a prioridade e não mais fazer um "casamento de princesa disney".

Terceiro: muitos casais tem escolhido "fazer um test drive" e optam por morar juntos. Depois repensam a ideia de casar e acabam fazendo algo mais intimista.

Tenho acompanhado alguns casais que buscam um casamento com conceito e identidade e posso afirmar que encontrar profissionais preparados para o "novo mercado de casamento" não é nada fácil. Vejo cerimonialistas presos a conceitos ultrapassados, assim como vejo fotógrafos que tem um protocolo a ser seguido, mesmo quando tal protocolo não tem nada a ver com os noivos. Mas tenho fé que cada casal consiga pelo menos encontrar profissionais abertos e dispostos a fazerem o melhor de si. A decoração, deixa por minha conta, que essa eu garanto.



segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Ursas Confeiteiras para Maria Cecília - 1 ano.

Quando a Marina, mãe da Maria Cecília me procurou para fazer a festa de um ano de sua pequena, me encantei pelo tema logo de cara. Sou apaixonada por confeitaria e todo o seu universo.

A linguagem da festa foi toda desenvolvida por mim, que no final, ainda ganhou ursas que deixando a decoração mais lúdica.

Meu desejo a Maria Cecília é que ela cresça feliz, que tenha muita saúde e amor em sua vida.

Marina, obrigada pelo carinho e escolha.

Beijos.

Confiram nas fotos maravilhosas da Daniela Dytz:















Ficha técnica:

Assessoria, organização e decoração: Tathyana Abreu - Decorações Personalizadas.

Fotografia: Daniela Dytz.

Bolo: Las Pitangas.

Doces modelados e tradicionais: Calissa Festas.

Doces modelado: Renata Rebelo.

Topo do bolo: Lollipaper.

Balões: Baloá.



sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Lalaloopsy da Cecília - 1 ano

Lalaloopsy é um desenho cheio de cor e graça que encanta as crianças pequenas. Aqui em casa mesmo, já deve seu lugar cativo e nome de Dona Loloopsy. A Dila, mãe da Cecília, me procurou para organizar e decorar a festa da pequena Cecília.

Com o conceito já desenvolvido, estabeleci os elementos que iria trabalhar: botões, máquina de costura, linha e tesoura. Além de claro, as bonecas temáticas.

Escolhi uma paleta de cores mais sóbrias, para não pesar a composição com os elementos. Os doces foram feitos pela Angela Doces e a casa de festas escolhida foi a Mansão Catavento.

As fotos de tirar o fôlego são da Daniela Dytz.

Dila, Júnior e Cecília, meu desejo é de felicidade plena, com muita saúde e amor.
Obrigada pela confiança e entrega.

Bjs
















segunda-feira, 9 de junho de 2014

Uma festa no parquinho ou Theodoro faz três anos.

Brasília tem muitas peculiaridades em relação a outras cidades. Uma delas é o fato da cidade (Plano Piloto) ser divida em asas: Norte e Sul. E nessas "asas" (de um avião), temos quadras e nessas quadras não temos praças, mas temos uma área comum que chamamos de parquinho. Alguns parquinhos são bem cuidados pelos moradores, tem vários brinquedos, campo de areia, quadra de futebol e por aí vai. Mas o que quero com essa explicação toda? Mostrar aonde aconteceu a festa do Theodoro.

A Dani, minha super amiga, mãe do Theo, queria uma festa com cara de quintal. Como eles moram em apartamento, a única saída foi fazer a festa no parquinho da quadra deles ( Asa Norte). Depois de algumas reuniões, contato com a prefeitura da quadra, decidimos que seria viável, que o espaço era ótimo e que a melhor parte estava por vir: não precisaria pagar aluguel, afinal, a área é pública.

Foi uma experiência única. Os convidados se surpreenderam e ficaram com cara "de como não pensei nisso antes". Outras pessoas, de prédios próximos desceram curiosos, querendo saber se seria viável pra eles também usarem o espaço para organizar festinhas/piqueniques. Aqui em Brasília nós (e eu me incluo) temos a terrível mania de nos acomodar em pagar tudo. Tudo aqui é muito caro, mais caro que em outras cidades próximas como Goiânia. Eu acho super interessante começarmos a perceber que existem áreas públicas e que podem e devem ser utilizadas por nós, que pagamos impostos e contribuímos para o desenvolvimento da cidade. Mais festas em parques e parquinhos, por favor!!!

Dani, muito obrigada pela parceria de sempre, por me deixar criar e por confiar no meu trabalho. Amo sua família e vocês fazem parte da minha vida.

Kelly e Cris, obrigada pela cia e por segurarem a onda nos momentos caóticos.

* Vejam as fotos e os créditos dos fornecedores logo abaixo:



























* FORCENEDORES:

* Fotografia: Daniela Dytz;

* Decoração: Tathyana Abreu;

* Papelaria: Mimos de Mãe;

* Bolo: Las Pitangas;

* Doces: Kakau Gourmet;

* Mobiliário: Cenário Festas;

* Topo do bolo: Lollipaper;

* Balões: Baloá;

* Descartáveis: Tom&Sophie;

* Sucos: Quitanda Fácil;